INFORMAÇÕES

Árvores na floresta

Visitas escolares

O objetivo principal do Programa de Visitação Escolar é contribuir para o processo de sensibilização de crianças e jovens na percepção sobre a conservação da biodiversidade da Mata Atlântica. O público alvo são alunos do Ensino Fundamental das redes particular, municipal e estadual do município de Cachoeiras de Macacu e municípios vizinhos.

A Visitação Escolar conta com o acompanhamento do Coordenador de Educação Ambiental, a ser percorrida na Trilha Educacional Grande Vida, na área dos alagados. Nesta trilha, as crianças e jovens presenciam aspectos da restauração dos alagados, do reflorestamento, da fauna e da flora local.

visita1.jpg
A visitação escolar é um componente essencial do programa de sensibilização do público para a preservação da Mata Atlântica (© Joy Braker)
ameaças1.jpg
Apesar de ser atualmente ilegal, o desmatamento ainda permanece uma das maiores ameaças à Mata Atlântica (© Alan Martin)
proteger.png

Trilha Grande Vida

A trilha Grande Vida, que faz parte da Trilha Amarela/Alagados, consiste em um trajeto de 1400 metros, com parte adaptada para pessoas com deficiência. Esta ação tem como objetivo proporcionar uma experiência única, alegre, inspiradora e de interação com todas as formas de vida. Para isso, são utilizadas atividades criativas e lúdicas na natureza, com aulas ao ar livre. Os estudantes alvo desta atividade são os alunos do ensino fundamental e médio.

Atendendo às medidas de distanciamento social, a visitação à trilha foi interrompida, mas com a ajuda da tecnologia foi possível manter os estudantes conectados com a natureza mesmo de forma virtual. Foi criado um tour 360º e nele o aluno pode fazer um passeio em meio à Mata Atlântica, com áudios explicativos e muito aprendizado ao longo do percurso.

sistema.png

Programa Piloto de Monitoramento dos Recursos Hídricos

O Programa Piloto de Monitoramento dos Recursos Hídricos (PPMRH) é uma ferramenta de educação ambiental que tem como objetivo sensibilizar os jovens do ensino médio para a importância dos recursos hídricos e os impactos da presença humana dos núcleos urbanos. Dessa forma, buscamos demostrar a relação que existe entre a floresta x água x população.

Esse programa tem como objetivo realizar a coleta e análise de água dos principais rios das bacias hidrográficas Caceribu e Guapi-Macacu. Durante a atividade de campo são analisados diversos aspectos dos rios, como as características físicas do local, além de análises químicas e biológicas da água. Para fazer parte do programa, os estudantes passaram por um curso online, onde tiveram a oportunidade de estudar a história do município e tópicos de física e química necessários para a realização das análises de água. Depois de realizar as aulas online, os estudantes também passaram por uma aula prática, com o objetivo de aplicar os conceitos teóricos aprendidos ao longo do curso.

Seguindo as normas de segurança e com o uso de equipamentos de proteção individual, a turma foi dividida em pequenos grupos para realização da aula prática na REGUA. Nesta aula os estudantes puderam conhecer alguns dos macroinvertebrados sensíveis à poluição, usados como bioindicadores da qualidade da água. Essa atividade desperta nos jovens um novo olhar, além de ser uma atividade bem diferente e divertida.

Depois da capacitação online e da aula prática esses estudantes, agora monitores ambientais, estão aptos a participar das coletas e análises de água junto com a nossa equipe. Durante a III fase do projeto, 93 estudantes foram capacitados nos municípios de Cachoeiras de Macacu e Itaboraí.

A REGUA tem-se consolidado como referência na Visitação Escolar dentro e fora dos limites do município de Cachoeiras de Macacu; oferecendo a oportunidade de experimentar a proximidade com a Mata Atlântica e sua biodiversidade. A beleza cénica da área dos alagados, o Centro de Visitantes próximo das áreas alagadas, as trilhas bem cuidadas e o acompanhamento do Coordenador de EA tem cimentado a visitação escolar como uma experiência transformadora na vida das muitas crianças e jovens que visitam a Reserva.

visita2.jpg
Professor Carlos, um dos educadores ambientais recebendo a Escola Estadual Municipalizada Japuíba (© Projeto Guapiaçu)
visita3.jpg
Alunos do Programa Piloto de Monitoramento de Recursos Hídricos (© Projeto Guapiaçu)