INFORMAÇÕES

Árvores na floresta

CONSERVAÇÃO

A Reserva Ecológica de Guapiaçu  tem como sua missão institucional a restauração e conservação da Mata Atlântica e sua biodiversidade. Essa missão tem objetivos de longo prazo e visa garantir a segurança do meio ambiente em prol de um futuro mais ecologicamente sustentável. 

Para que tal propósito seja efetivado, a instituição, através de doações e patrocínios de diversas entidades, busca negociar novas aquisições de terras potencialmente sujeitas a desmatamento, ou áreas que já perderam suas vegetações naturais, mas que possam ser devidamente restauradas.

D30D46FB-99CB-4919-B2ED-F7F7836A40CB.JPG

Muitos são os desafios para que uma região mantenha a plena autenticidade e características primordiais que compõem sua vegetação. Alguns dos maiores riscos são os desmatamentos e caças ilegais. A REGUA busca enfrentar essas atividades a partir da fiscalização contínua de seus guardas parques que, incansavelmente, atuam nas áreas pertencentes a ONG, para impedir ou dispersar tais ações, bem como realizar a manutenção periódica das trilhas da reserva.

Além do combate prático às ações ilegais que visam o desmantelamento, intencional ou não, da biodiversidade, a REGUA mantém como uma de suas maiores ferramentas de proteção ao meio ambiente, a conscientização e a educação. Projetos como o programa Jovem Guarda, que visa realizar uma iniciação dos jovens das comunidades arredores à respeito da relação entre os seres humanos e a natureza, a REGUA busca, a partir da propagação de conhecimento, reduzir as ações antrópicas e promover um maior sentimento de respeito e cooperação da sociedade com o meio ambiente. O resultado de todos esses procedimentos serão contemplados com o passar do tempo. Entretanto, já é possível vislumbrar alguns frutos parciais desses projetos.

DD3BA02B-E6A0-47F0-BAE6-97DB8F2D4278.JPG
BC4F8E15-91ED-4166-A37C-5E085A11ECB3.JPG

Atualmente, a REGUA já oficializou, junto ao Instituto estadual do ambiente (INEA), a constituição de 5 RPPNs. Cabe dizer que uma RPPN é definida como uma Reserva Particular Patrimônio Natural, portanto, cabe a REGUA a responsabilidade pela conservação e proteção dessas áreas. A área conjunta das 5 RPPNs sob a incubência da REGUA somam 730 hectares, e estão em constante crescimento, conforme novas áreas são adquiridas e fundidas em novas RPPNs.

.

Considerado um exemplo para as diversas RPPNs do estado do Rio de Janeiro, o plano de manejo da REGUA I, II, III, documento que formaliza todos os princípios que regem as atividades de uma unidade de conservação, foi publicado na portaria do INEA e formalizado desde a data de sua postagem.

539D39D9-7355-4E04-B276-0237EDCCCDFA.JPG